Seja bem vindo!!

SEJA BEM VINDO!

O objetivo desse BLOG é mostrar imagens referente a(o): arquitetura, urbanismo, paisagismo, arte, etc.

Além da primeira página, você pode navegar diretamente pelas publicações utilizando os links das páginas por assunto (lado direito do BLOG).

Esse BLOG NÃO É COMERCIAL, portanto não tem fins lucrativos. As imagens exibidas nesse BLOG são de minha autoria, quando não for a fonte será informada logo abaixo. Para uso acadêmico, peço que seja citada a fonte e eu seja informado via comentários ou e-mail.

Por favor faça seu comentário, sem o mesmo não poderei ter o "feedback" necessário. Clique na foto para ampliá-la.

Antecipadamente agradeço a visita!

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Theatro da Paz, Belém (PA), Brasil

O Theatro da Paz foi fundado em 15 de fevereiro de 1878, durante o período áureo do Ciclo da Borracha. O projeto arquitetônico é do engenheiro militar José Tiburcio de Magalhães que tem estilo neoclássico italiano inspirado no Teatro Scalla de Milão (Itália). O teatro possui uma sala de espetáculo com 900 lugares que detém uma acústica perfeita. Seus detalhes arquitetônicos e decorativos se destacam como sendo um dos mais belos do país, com: lustres de cristal, piso em mosaico de madeiras nobres, afrescos nas paredes e teto, dezenas de obras de arte, gradis, o corredor das frias o piso foi decorado em Parquê, utilizando as madeiras regionais como acapú e pau amarelo. Há também outros elementos decorativos revestidos com folhas de ouro. É o maior teatro da Região Norte do Brasil.

HALL DE ENTRADA

O hall de entrada é composto por materiais decorativos importados da Europa: ferro fundido inglês nos arcos das portas; escadaria em mármore italiano; lustre francês; bustos em mármore de carrara dos escritores brasileiros José de Alencar e Gonçalves Dias; estátuas em bronze francês; piso com pedras portuguesas formando mosaico e coladas com o grude do Gurijuba (peixe encontrado na região); paredes e teto pintados representando as artes gregas.

SALÃO NOBRE (FOYER)

O Salão Nobre, local onde o público costuma a se reunir antes e durantes os intervalos dos espetáculos, é um espaço altamente decorado com espelhos e lustres em cristal francês e bustos em mármore de carrara de dois grandes compositores da época: Carlos Gomes e Henrique Gurjão. A pintura do teto feita em 1960 é do Pernambuco Armando Baloni, que se inspira nas musas da música ladeadas pela fauna e flora amazônica. As paredes, pintadas pelos italianos, retratam motivos neoclássicos com buquês de flores. 


















































quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

American Museum of Natural History, New York, USA

O Museu Americano de História Natural (American Museum of Natural History) foi fundado em 1869 e é um dos mais antigos museus dos Estados Unidos e está localizado em na cidade de Nova York, perto do Central Park. Contém uma grande coleção de fósseis de dinossauros, tendo como destaque o barossauro de aproximadamente 15 m logo no hall de entrada. Porém devo corrigir uma informação errada que vi no museu, pois há um mapa mostrando a Floresta Amazônica no Brasil, apontando que sua extensão engloba todo o território brasileiro, o que não é verdade. A grande floresta tropical ocupa grande parte do noroeste da América do Sul, mas no Brasil sua área não é total, pois tem outros dois grandes ecossistemas importantes como: o cerrado e o pantanal. Infelizmente, quando visitei o museu(em julho de 2011) sua fachada principal estava em reforma. Mas a grande a atração do museu, o Planetário, estava aberto e pude vê-lo por dentro e por fora, ficando fascinado por toda sua estrutura externa.


Fonte: http://www.anglobrazilian.com.br/admin/uploads/1382033698.jpg

Fachada frontal durante a reforma (em 2011).




Planetário, visto de fora do Museu.
Terraço Arthur Ross.










 





 


 

 
   


























 Colossal cabeça Olmec.






Mapa da América do Sul com destaque da Floresta Amazônica (grande erro, porque o Brasil não é todo encoberto pela floresta).